Colorimetria: descubra sua paleta de cores

Sabe quando você experimenta uma roupa e tem a sensação de que ela conseguiu destacar o tom da sua pele, a cor dos seus cabelos ou dos seus olhos? Ou então, acontece o contrário, você veste aquela roupa e sente que ela te apagou? Isso tem haver com a colorimetria pessoal, que é o estudo científico das cores, que aponta quais são os melhores tons para você destacar a sua beleza natural. E saiba que isso não se aplica somente nas roupas, como também nos acessórios, maquiagens e até mesmo na tintura do cabelo.

Cada pessoa possui sua própria matiz, saturação e intensidade. A partir delas, você consegue ter uma visão melhor sobre como uma cor consegue ressaltar a outra. Aprender sobre a sua paleta de cores, faz com que você consiga identificar as tonalidades capazes de valorizar o seu tom de pele, disfarçar as rugas, linhas de expressão e olheiras, além de melhorar as suas escolhas na hora de investir em uma roupa, maquiagem ou acessório.

Existem várias formas de classificar a análise de cores, uma delas é seguindo a referência das estações do ano. Pessoas consideradas ”primavera” possuem cores claras, alegres e extremamente luminosas. Pessoas ”verão” são aquelas que apresentam tonalidades suaves, discretas e acinzentadas. Já as pessoas ”outono” combinam com tonalidades quentes, profundas e terrosas. Por fim, temos as pessoas ”inverno” que destacam com cores puras, bem intensas e dramáticas.

Como descobrir a sua paleta de cores?

Sua análise cromática deve ser feita por um consultor de imagem – profissional de moda. O especialista deverá considerar alguns fatores importantes, como a cor da pele, o formato do rosto, o cabelo e outras características relevantes. Mas também é possível ter uma noção das cores por conta própria.

Fique em frente a um espelho, em um local bem iluminado. Prenda os cabelos e tire a maquiagem. Em seguida, pegue dois tecidos, um dourado (quente) e outro prateado (frio). Coloque cada um deles bem perto do seu rosto e veja qual valoriza mais os seus traços. Também é importante que você verifique qual destaca mais as suas olheiras e linhas de expressão. Se você ficar melhor com o tecido dourado, significa que sua pele é quente. Se o seu visual for valorizado com o tecido prateado sua pele é fria. Agora se sua pele combina com os dois, significa que sua pele é neutra.

A pele quente combina melhor com tons avermelhados, amarelados e esverdeados. Em questão do branco, é melhor optar pelo off-white, em vez do branco puríssimo – ele pode te deixar com aspecto pálido. Em questão dos acessórios, aposte sem medo nas versões douradas.

Já a pele fria, combina melhor com tons de lilás, cor-de-rosa, azul clarinho. O branco puro também é uma boa pedida e pode surgir tanto em looks monocromáticos, quanto nos acessórios — ajudando assim, a fazer com que o seu visual fique mais iluminado. 

Por último, a pele neutra é aquela que pode usar e abusar de todas as cores. São consideradas pessoas de sorte e que, independente da tonalidade de roupa utilizada, conseguem garantir um visual incrível!

E aí, gostou das dicas? Agora só falta garantir seu look na Lu Rocha baseado na sua colorimetria!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: