Dopamine dressing: a tendência que vai ditar 2022

A dopamina é um neurotransmissor fabricado pelo nosso próprio corpo, responsável por nos proporcionar sensações de felicidade, prazer e bem-estar. Porém, o que isso tem a ver com a moda? É simples, a tendência dopamine dressing sugere que nos vestir da forma mais colorida possível é uma técnica infalível de aumentar nossa felicidade. Os tons acabam estimulando positivamente o nosso cérebro, e com isso, nos passam uma vibe mais alegre e tranquila.

Não é a primeira vez que a associação entre roupas coloridas e sentimentos positivos acontece, já existem diversos estudos sobre o poder das cores em nosso humor, principalmente quando falamos das roupas que usamos. Shakaila Forbes-Bell, psicóloga, consultora e fundadora do site Fashion Is Psychology, contou para a revista Harper’s Bazaar que associamos cores a certas emoções, como por exemplo, cores frias, como o azul, induzem sentimentos de calma e criatividade, enquanto cores quentes e mais saturadas, como o vermelho, podem causar sensações de excitação.

Desde 2012, existem pesquisas que buscam identificar o impacto das cores — e das roupas — que utilizamos. A proposta é explorar como o vestuário interfere em nosso pensamento e como a simbologia das peças consegue influenciar as atitudes das pessoas. Já em 2017, o European Journal of Social Psychology publicou um artigo interessantíssimo, mostrando que os looks, podem sim, mexer com a nossa autoestima. Ou seja, muito além de exalar originalidade, as variadas composições que usamos nos ajudam a ter mais alegria e bem-estar. 

Como aderir ao dopamine dressing?

  • Looks monocromáticos: a maneira mais simples de aderir ao dopamine dressing! Escolha uma tonalidade alegre e divertida e, a partir daí, monte um visual composto no mesmo tom. Sapatos e acessórios também entram na brincadeira;
  • Cores complementares: são tonalidades que, dentro do círculo cromático, se posicionam em lugares opostos, criando um contraste bem interessante. Para destacar, ressaltamos o roxo e o amarelo; o azul e o vermelho; o verde e o rosa;
  • Produções com pontos de cor: para quem está começando no dopamine dressing, é bacana montar um look neutro e, por fim, adicionar detalhes coloridos. Esse truque te dará mais segurança para ousar nos tons, mas sem correr o risco de cometer exageros.

E não se esqueça de garantir as peças ideais para formar essa tendência na Lu Rocha!

Uma resposta para “Dopamine dressing: a tendência que vai ditar 2022”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: